inadimplencia1-300x225
Parceria entre CNJ e Serasa Experian cria sistema SerasaJud
16 de setembro de 2015
Procon
Desrespeito aos consumidores em Minas gera multa de R$ 5 milhões por ano
21 de setembro de 2015
Mostrar todos os posts

Os desafios dos micro e pequenos empresários na atual conjuntura econômica

Homem empilhando moedas

Os desafios dos micro e pequenos empresários na atual conjuntura econômica foi tema da palestra da economia chefe do SPC Brasil, Marcela Ponce. A palestra foi ministrada durante a reunião do Conselho Consultivo da CDL/BH, nesta quinta-feira, dia 17 de setembro.

A economista explicou que atualmente vivemos um loop negativo, em que há uma alta da inflação, do dólar e das taxas de juros, queda na produção e aumento do desemprego. Tudo isso reflete na queda de confiança do consumidor e consequentemente uma queda do consumo. “Todas essas notícias ruins contribuem para manter esse ciclo vicioso”, explica.

Um dos principais motivos para essa manutenção é a queda de confiança do consumidor, o que faz reduzir o consumo. Em pesquisa realizada pelo SPC Brasil, em agosto de 2015, mostrou que 80,6% dos consumidores estão pessimistas. A alta da inflação é um dos principais motivos para esse pessimismo, pois contribui para o aperto financeiro das famílias.

Segundo Marcela Ponce a inflação no Brasil é estrutural, devido à infraestrutura de produção muito cara. Porém, a boa notícia é que “a inflação já mostra sinais de queda, longe ainda do centro da meta de 4,5%, mas que contribuirá para que a renda real dos consumidores tenha um pouco mais de folga”, comenta.

As notícias ruins do cenário econômico e político também refletem na percepção dos empresários. Uma pesquisa do SPC Brasil com os micro e pequenos empresários (MPE) mostrou que esse cenário negativo é o principal desafio para crescer atualmente no Brasil. Assim também, 70% dos entrevistados acreditam que haverá impacto direta ou indiretamente da crise nas suas empresas.

Marcela Ponce fala que é necessário o empresário se adequar ao momento econômico, com mudança de portfólio de produtos, avaliação do capital de giro e redução de custos. Nessas circunstâncias é importante também ter iniciativas para reverter esse loop negativo. “A união dos empresários é muito importante no momento de crise. Além disso, vocês devem ficar atentos, pois, quando a inflação ceder, os consumidores voltarão as compras, e quem fidelizar os clientes primeiro saem na frente”, finaliza.

Fonte: http://www.cdlbh.com.br/portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>