ronaldo
CAA Vanguarda é agraciada com Honra ao Mérito na Câmara Municipal
6 de agosto de 2018
Ronaldo
Pulso firme na organização financeira da CAA/MG
19 de novembro de 2018
Mostrar todos os posts

Vamos falar sobre Guarda Compartilhada?

Dia das crianças

Desde 2014 o Brasil adotou a guarda compartilhada como “primeira opção” para nova configuração das relações entre pais e filhos após o divórcio, porém, a prática revela que ainda existem muitas dúvidas quanto ao instituto e sua aplicação.

Na nossa perspectiva a maior dificuldade dos pais é entender que a guarda compartilhada tem seu foco no interesse e direito dos filhos e, não necessariamente, dos pais.

Por outro lado, dificilmente ex-casais que tem dificuldade em comunicar-se conseguirão adotar a guarda compartilhada e exercer saudavelmente a criação conjunta dos filhos.

O intuito da guarda compartilhada é propiciar à criança convivência equilibrada com a mãe e com o pai que dividirão em igualdade de condições a criação dos filhos, principalmente, tomadas de decisão e participação no desenvolvimento psíquico, escolar, ético e moral dos mesmos, ou seja, a guarda compartilhada vai muito além de dividir o “tempo do filho” entre os pais, significa que o filho se desenvolverá sob a influência e decisões de ambos os genitores.

Assim, é preciso permitir que os filhos tenham o direito de se espelharem e terem como referências seus genitores e, neste contexto, colocar em prática a essência da guarda compartilhada que é garantir aos filhos o direito de serem filhos dos seus genitores em plenitude.

Autora: Dra. Carolina Carvalho Armond – OAB/MG: 101.626

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>